Aonde Fui

Desejo que apareça uma forma,
Meio assim,
Meio calado,
Juntando desejos alienados...
Gritando em mim,
A vontade de te ver,
Em passos largos,
Eu só consigo te querer...

E nada poderá nos separar...
Nem mesmo o vendaval de ilusões,
Aonde eu puder te levar,
Sei que será sim com o coração.

Com o medo embalado e guardado,
Eu saio pelo meu portão,
Caminhando lado a lado,
Com determinação,
As janelas fechadas,
Pro incerto nao entrar,
Eu rezo a sua vinda,
Meu bem.A hora vai chegar.

E nada poderá nos separar...
Nem mesmo o vendaval de ilusões,
Aonde eu puder te levar,
Sei que será sim com o coração.

Olhando pro céu,
Eu vejo seu sorriso,
Tímido, e largo,
Você é tudo que eu preciso,
E contando pedras no caminho,
Eu chego ao meu destino,
Com calor e frio,
Com a vontade de um menino.

E nada poderá nos separar...
Nem mesmo o vendaval de ilusões,
Aonde eu puder te levar,
Sei que será sim com o coração.

Por Renato de Abreu.


Seguidores